Relegations: As equipas que podem descer

Blog Single

Após falarmos com os treinadores das equipas que podem subir para a 1ª divisão da Moche LPLOL, chegou a vez de entrevistarmos os das que querem defender o seu lugar e continuar a jogar contra as equipas de topo portuguesas. Rita  "Atir" Matos e Cyril "Mahisto" Pinho falam de como correu o split e o que esperam do Relegations e da performance dos seus jogadores.

Como foi o split para a equipa? O que é que correu menos bem para chegarem agora aos Relegations?
Mahisto:
Este split tivemos algumas dificuldades em organizar o nosso roster, e como apostámos em jogadores mais inexperiêntes e novos, a disponibilidade para a sua evolução individual e em equipa foi mais lenta.
Rita: O split não correu como esperado, pois não conseguimos os resultados que pretendíamos. Em relação ao que correu menos bem, é algo para discutir entre equipa e não para expor.

Esperavam ficar no fim da tabela?
Mahisto: Não - nunca.
Rita: Este split pretendíamos somente conseguir a manutenção da equipa, sem ser necessário a ida ao Relegations. Portanto não foi algo que estávamos propriamente à espera.

Temem o vosso lugar na 1ª divisão, ou estão confiantes que voltarão?
Mahisto: Sim, há sempre essa probabilidade. Nunca devemos tomar nada por garantido.
Rita: Estamos confiantes que iremos conseguir a manutenção.

Tens vindo a acompanhar os jogos da 2ª divisão, ou só quando tiveram a certeza que iriam ao Relegations é que começaste a analisar os adversários que vos querem tirar o lugar?
Mahisto: Tentamos sempre ter informação sobre todas as equipas e os jogadores para sondar novos talentos.
Rita: Honestamente só vi alguns jogos dos Playoffs, durante o split não vi nenhum.

Alguma equipa da segunda divisão que aches que tem capacidade para subir, ou achas que ambas da 1ª conseguirão a manutenção?
Mahisto: Penso que os Procom são uma das hipóteses. Talvez. Só vendo.
Rita: Não vou dar underestimate a nenhuma equipa da segunda divisão, porque é assim que se perde jogos. O fator lan também é coinflip, porque os jogadores podem dar underperformance e ceder à pressão, como podem ganhar um boost e jogar bastante bem.

A primeira equipa que defrontarão será a Progaming. Qual pensas ser o seu ponto mais forte e como o contornar?
Mahisto: Essa informação é confidencial.

A primeira equipa que defrontarão será a Eyeshield. Qual pensas ser o seu ponto mais forte e como o contornar? Na entrevista anterior o treinador dos EYE parecia confiante ao ir enfrentar os XD. Algum comentário?
Rita: Acho que vai ser interessante jogar contra os EYE, pois enfrentarei um antigo jogador meu. O ponto mais forte saberei quando começar a estudar os jogos deles durante o split. Em relação ao comentário do treinador, é sempre bom ter confiança na equipa, mas a nível individual somos superiores, portanto, se tudo correr bem, iremos sair vencedores.

O que acontece à equipa se descer de divisão?
Mahisto: Provavelmente afogamos as nossas mágoas em gelado.
Rita: Isso já é um assunto que só diz respeito à organização.

Alguma mensagem que desejes deixar?
Mahisto: Dentro das nossas possibilidades neste momento, faremos os possíveis para que a Doxa se mantenha na 1ª Divisão e para que os nossos jogadores tenham mais estabilidade no futuro. Independentemente da divisão, vamos dar o nosso melhor para evoluir a competição e o investimento em League of Legends de Portugal.
Rita: Agradeço aos Prinfor por me terem dado esta oportunidade e acreditado em mim. E quem tem receio de tentar algo competitivamente deixe isso de lado e lute por aquilo que quer, pois não é o género que vai ditar algo, mas sim a qualidade do trabalho.

Em apenas duas semanas, estas quatro equipas irão enfrentar-se no Rift e lutar até que só duas saiam vitoriosas, mantendo ou conquistando o seu lugar na 1ª divisão da Moche LPLOL. Resta-nos desejar boa sorte a todas e que vençam as duas melhores!

Share this Post: