As consequências de um erro

Blog Single

Agora que a Grande Final da Moche LPLOL 2017 terminou e as equipas já tiveram algum tempo de descanso depois de grandes jogos que nos proporcionaram, fomos ao encontro do João "Davey" Moreira,  jungler da For The Win Omen, e conversámos um pouco sobre o jogo contra a Doxa Gaming, que acabou por não ter o final desejado para a FTW,que acabou por ficar pelo 3º lugar da competição, como também sobre os seus planos para este novo ano.

Olá Davey! Estiveste fora do mundo competitivo durante algum tempo, como foi para ti voltar a competir numa Grande Final da Moche LPLOL?
É sempre bom porque uma das coisas que mais gosto de fazer na vida é competir, e voltar depois de estar parado quase 2 anos e aperceber-me de que ainda estou à altura sabe sempre bem.

Quais foram as grandes diferenças que encontraste na Grande Final da Moche LPLOL 2017,  para a da LPLOL 2016, na qual tiveste oportunidade de competir ao vivo pela FTW na substituição do Kyuuga?
Atualmente as equipas têm um macro game muito melhor do que há um ano atrás, antes havia muita "clown fiesta", mas agora jogam mais metodicamente.

Sei que já jogaste como main top laner em seasons anteriores. Na tua opinião, quais são as grandes diferenças entre o top e a jungle? Porque acabaste por decidir dedicar-te à jungle posteriormente?
A grande diferença é o facto de a jungle me dar a possibilidade de ter mais impacto e ganhar mais visão de jogo. O top é uma lane muito ingrata atualmente, visto que se estiveres à frente não consegues dar tanto snowball no jogo em comparação com os outros roles.

Na Comic Con, os jogadores tiveram de se adaptar a jogar no tournament realm com o novo patch desta pré-season de um momento para o outro. Achas que isso acabou por influenciar os resultados dos jogos? Acreditas que a equipa já estava minimamente bem adaptada ao patch para jogar nele a nível competitivo?
Nem por isso, já tínhamos analisado as alterações e penso que nos conseguimos adaptar bem e saber com que champions deveríamos jogar.

A FTW era uma das equipas favoritas a jogar a final contra os K1ck Esports Club, especialmente tendo em conta o seu percurso nestes últimos anos. O que correu menos bem no jogo contra a Doxa Gaming?
Simplesmente tivemos azar no último jogo, não foi a Doxa a ganhá-lo, mas sim nós a perdê-lo.

Como jungler, houveram algumas decisões essenciais nas quais acabaste por falhar, em particular no smite dos Baron's do último jogo. Do teu ponto de vista, o fez com que estes erros tenham acontecido?
Não quero atirar culpas a ninguém. Apenas sim explicar o que aconteceu. Tínhamos combinado dar o Smite mais o Feast aos 1500 de vida, estava a olhar para o Cho’gath para ver se este iniciava a animação do R e assim dar o Smite a meio da sua animação, o que acabou por não acontecer no momento combinado.

A pressão é um fator importante para o desempenho dos jogadores? Sentes que a pressão é um fator determinante no que diz respeito à tua performance?
Sim sem dúvida, há jogadores que se deixam dominar pela pressão, o que compromete o seu rendimento. Quando voltei a jogar no início do Split, principalmente em Picoas, fiquei um pouco nervoso, visto que só tinha voltado a jogar há cerca de 2 semanas, mas a partir daí não senti mais qualquer pressão, pois comecei a ganhar confiança de novo.

Como achas que correu a Comic Con no geral? Há alguma mudança que achas que teria sido essencial para que o final fosse diferente?
A Comic Con acabou por não correr como esperávamos, estávamos à espera de chegar às finais. Na minha opinião, teríamos de ter treinado treinar muito mais como equipa, mas estivemos impossibilitados de o fazer, o que acabou por condicionar a nossa prestação.

Encontramo-nos numa época de transferências, em que a maior parte dos jogadores se encontra com o estatuto de free agent, à procura de novas e melhores oportunidades. Quais são, para já, os teus planos para 2018? A permanência na Moche LPLOL é um objetivo para ti?
Ainda não  sei o que me espera em 2018, mas sem dúvida que quero continuar a jogar na maior Liga Portuguesa.

Qual é o significado para ti desta nova etapa da Moche LPLOL, como sendo uma das ligas reconhecidas que derá acesso à European Cup da Riot Games?
Na minha opinião, vai abrir novas portas aos jogadores que realmente ambicionam mais para o seu futuro. Foi uma excelente iniciativa da liga.

Gostavas de deixar alguma mensagem a quem te acompanhou durante esta Moche LPLOL 2017?
Quero agradecer principalmente  a todos os espetadores, e em particular aos “haters”, porque sem eles a motivação para melhorar não é a mesma.

Agradecemos ao Davey a sua disponibilidade para a nossa entrevista e estamos ansiosos para saber o que o novo ano lhe reserva.
Caso queiram, podem sempre rever os jogos da Grande Final no nosso canal do Youtube.

Podes seguir o Davey no Twitter.

Podes seguir a For The Win OMEN no Twitter e no Facebook.

Share this Post: